.pesquisar

 

.tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

.calendário

Counter
registro de dominios

.cursor


GIRLSPT.COM - Cursores Animados

.visitas


contador
logo_etwinning.gif
Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

Turbinas Eólicas

Mudam-se os tempos, permanecem as energias, embora com uma utilização diferente.

Da nossa escola conseguimos a proeza de ligar o Passado ao Futuro.

De um dos lados, é-nos oferecida a imagem do passado, onde se vêem moinhos de vento que outrora davam o pão aos nossos avós (moagem de cereais).

Se avançarmos até eles sentimos ainda a memória do combóio há muito utilizado no transporte do carvão, das minas da Bezerra para Lisboa.

Do outro lado somos contemplados, com uma visão Futurista da Central Eólica do Alqueidão da Serra, situada em plena Serra  D`Aire e Candeeiros.

O previlégio desta ligação Passado/Futuro, faz-nos no Presente crescer responsavelmente.

 

Turbina eólica é um mecanismo apropriado para captação e transformação da força de ventos canalizados que passam no interior de uma voluta.

A finalidade do engenho de Cousteau é fazer resistência ao vento de modo produzir artificialmente as zonas de vórtices a fim de explorar seus efeitos de sucção para movimentar uma turbina de baixa pressão posicionada no núcleo da voluta cujo trabalho será convertido em energia elétrica.

 

Da janela da nossa escola vemos todos os dias estes moinhos grandes, mas não sabiamos para que serviam.

Depois de uma visita percebemos que eram ainda maiores do que poderiamos pensar.

  • Parecem aqueles moinhos de ventos que os meninos brincam.
  • Só se for para  um gigante.
  • É tão Grande.
  • Chega ao céu.

publicado por jinfcorredoura às 12:19

link do post | comentar | favorito
|

.posts recentes

. Estamos de Volta

. Passarinhos de lã

. PIPIRIPÃO a mascote espan...

. Videoconferência Portugal...

. Memórias do passado

. História da borboleta bra...

. Dia da Mâe.

. Visita ao Centro Cultural...

. A primavera e o ciclo do ...

. À descoberta da nossa ter...

.arquivos

. Setembro 2014

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.links